Início > Entrevistas > Entrevista com Mr. Fê

Entrevista com Mr. Fê

Fe e o Big Ben (Londres)

Fe e o Big Ben (Londres) às 15h

Um dos responsáveis pelo evento de B.boys mais importante do país, fez uma pequena tour pela Europa em novembro de 2008. Mr-Fe (Street Breakers), responsável pela organização e realização do Master Crews, embarcou com destino a Suiça, onde foi assistir ao evento Circle Kingz, que teve como representantes brasileiros, integrantes da DF Zulu.

Em uma pequena entrevista ele fala sobre o que conheceu por lá, suas impressões sobre a Cultura Hip-Hop e claro sobre o Master Crews, que aconteceno próximo domingo (14/12).

Ainda na Inglaterra

Ainda na Inglaterra

Revista Elementos: Qual foi o motivo da sua “mini-turnê” pela Europa e durou quantos dias?
Mr-Fe
: O motivo principal de minha turnê era fugir dos eventos POP´s  de B.Boys que aconteciam pelo mundo e que sempre se vê a mesma coisa, gente dançando, pintando e tocando por fama e duram no máximo alguns anos e param, sempre acreditei  que não são esses que compõem a verdadeira cultura real e geralmente eles chegam fazem uma baita arruaça e vão embora deixando a sujeira pra quem é real limpar. Em segundo lugar fui para conhecer pessoas que fazem as coisas acontecer, que tem a mesma ideologia ou semelhante a nossa, essa longa mini turnê durou exatamente 14 dias de muito frioooooo.

Momento compras

Momento compras

R.E: Participou de eventos, foi a shows?
Mr-Fe
: Fui inicialmente a um evento que eu e minha Crew já gostávamos de assistir em DVD o Circle Kingz (Suiça),  pois reunia  os “não estrelas” e até então nenhum brasileiro tinha ido até lá, mesmo porque não faz o perfil de 90% dos B.Boys brasileiros que vão pra fora do país, pois o evento é de criação e personalidade na dança e geralmente reúne Crews de verdade, tinha gente de toda parte do mundo representando sua Crew e seu estilo particular de dançar, aconteceram Before parties, After parties e inúmeras festas de Funky, Rap, logo na seqüência depois de conhecer inúmeras pessoas do mundo todo e ter a oportunidade de dançar com eles fui para Londres aonde fui recebido por um truta, o Dj D.Vyzor, que foi uma dos primeiros DJs das festas que fazíamos nos lançamentos da Revista SB e fizemos o rolê mais underground nos dois sentidos (Metrô e o Desconhecido), festa de funky que os DJs tocavam somente de vinil 7 polegadas, nessa festa por exemplo fui recebido na roda com dedos na cara e tive o prazer de batalhar com um dos B.Boys mais antigos da Europa, o Perves (40) que deixa qualquer moleque de 15 anos pra trás de olhos fechados e com os membros da 7$ UK, por ironia do destino, pois tinha acabado de sair da casa dos membros da 7$ da suíça (risos).

7$ (Seven Dollars), Fe e DF Zulu

7$ (Seven Dollars), Fe e DF Zulu

R.E: Das pessoas que conheceu, alguma delas têm idéia ou conhecem algo sobre o Hip-Hop brasileiro?
Mr-Fe
: Com certeza conhecem , na Suíça o pessoal da DF zulu já era esperado para competir no Circle kingz, por terem competido e ganhado a eliminatória nacional, mas mesmo assim eles conhecem o que a mídia coloca por ai – sempre lembrando que no meio do B.Boy há eventos “bussines” também, que tem o intuito de elevar o nome de alguns B.boys para a glória como um produto, do mesmo jeito que acontece com o Rap, e o Brasil não escapa dessa mídia e infelizmente somente alguns são escolhidos e não os melhores. Quando chegamos na Suíça a primeira coisa que ouvi foi:  “eu imaginava que no Brasil o pessoal só fazia mortal” e supreendentemente Master Crews já era assistido não só na Suíça, mas por alguns outros B.boys de países europeus .  Em Londres tive uma ótima surpresa, nós brasileiros somos vinculados a artes em geral, música, dança, artes visuais ao invés do que imaginava, brasileiros são bem vindos por lá, eles pouco sabem sobre o Hip-Hip original daqui,  conversando e fazendo comparações  sobre o que acontecem em ambos lugares eles ficaram surpresos, pois parte das coisas que acontecem lá, aqui também acontecem com intensidade maior e às vezes de qualidade superior também.

Underground

Underground

R.E: Por conta dessa viagem, podemos esperar alguma atração internacional no Master Crews 2008 ou em eventos futuros?
Mr-Fe:
(risos) Eventos como o Master Crews sempre teve como prioridade a cultura nacional, nunca foi de nossa filosofia investir um valor pra trazer alguém de fora como atração, creio que eles tem que vir pra cá por conta própria, pois nós vamos visitar os países deles por conta própria. Então nada mais justo que eles fazerem o mesmo, mais graças as amizades feitas por lá, com certeza teremos gringos no Master Crews 2008. Todos os esforços feitos de nossa parte vão para a nossa cultura nacional e não pros gringos vir aqui pra passear, eles são bem vindos, mas não há lógica eu pegar o pouco de verba que temos e dedicar isso ao exterior, gostaríamos de interagir com eles, mas honestamente sem pagação de pau, os dois lados aprendendo.

Papel (DF Zulu) e Fe (SB) na Circle Kingz

Papel (DF Zulu) e Fe (SB) na Circle Kingz

R.E: Como está a preparação pro evento desse ano, já está tudo certo? Qual a expectativa?
Mr-Fe
: Como sempre Master Crews é um grande evento em proporção e em  trabalho, mas felizmente sempre sai uma grande festa,  porque tanto a equipe que realiza e trabalha no Master quanto o público que comparece em massa, vindo de todos os cantos do Brasil e agora do mundo, trazendo consigo muita alegria e um sentimento diferente das outras festas, “Master Crews é diversão garantida”!  A expectativa pra esse ano é maior, como todos os anos houve um crescimento de estrutura, público e qualidade da dança, também mais passos firmes sem promessas não cumpridas, esse ano teremos muitos estados brasileiro presentes do norte ao sul do país e também B.boys e B.Girls de diferentes partes do mundo. Quem não conhece venha ver o que o Master tem de especial, feito com carinho e por quem é da cultura real!

Luz a todos.
Mr-Fe (Street Breakers CRU / Spray Studio)

Categorias:Entrevistas
  1. 11 dezembro, 2008 às 2:58 am

    Mr – Fe.
    O cara que literalmente me colocou na roda… para tocar para B.Boys e B.Girls.
    Uma honra inesquecivel.
    Passagem dele aqui por Londres teve um racha historico.
    Brasil e SB, extremamente bem representados.
    Valeu mano.

  2. m.
    11 dezembro, 2008 às 3:36 am

    mr. fe, me da um autografo?!
    logo mais vai esquecer da fã-amiga aqui…

    brincadeiras a parte, rezo e prezo muito pelo seu sucesso, incluindo a SB toda… tenho orgulho de ter ao meu redor pessoas como vc, ani, bispo, sutra e puber!

    agradeço um monte por ter me mostrado esse mundo que pra mim jamais existiria. hoje, nao vivo sem! vc sabe… como já disse, um dia te agradecerei em alto estilo… um freeze quem sabe!

    beijos.

    e ainda espero pela minha viseira mega ultra super master vip sb!
    é nois, sempre!

    ps: contando as horas pra dia 14!

  3. Gog4 (pDc)
    5 janeiro, 2009 às 3:37 pm

    O cara sutilmente falo o que alguns bboys daqui mereciam escutar estupidamente!! muito bom , faço dele minha palavras……100 mais Pride no Fame
    Abraço Fe……dos seus brothers do P D C

  4. Rick over bless
    8 janeiro, 2009 às 5:57 am

    pow mano falo tudo cara

    muito esperto e sabio mr fe soube usar as sertas palas
    e para alguns bboys escultar heheheehe
    parabens pela entrevista mano

    peace

  5. Ni
    16 setembro, 2009 às 1:39 pm

    my brotha our pride ;D

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: